Mensagens

Hipócrisia

Acho que esta palavra - hipocrisia - é comum em todos os círculos sociais: religiosos, formais, informais, casuais, todos eles. Também posso quase garantir que todos vocês já ouviram aquela típica frase "quem mexe com os meus, mexe comigo" certo? Ou outra ainda melhor que é "quando os meus precisam, estou lá sempre", não é verdade? Para alivio de muitos, incluindo de mim mesma, na maioria dos casos essas frases são reais, são princípios fundamentais e básicos na vida de algumas pessoas, e graças aos Deuses que assim é, eu pelo menos funciono assim, sempre que posso, ajudo no que conseguir e no que me for possível, sejam amigos, conhecidos, ou até mesmo completos estranhos. Gosto muito da sensação de dever cumprido, da sensação que fiz diferença na vida de alguém, mesmo que seja uma diferença pequena, acho que pertenço à raça que chamam extinta. Fiquem sabendo que não estamos extintos, ainda há vários de nós, apenas não se mostram, tal como eu. Simplesmente fazem o…

O Regresso de Mary Poppins - Critica e Review

Imagem
"O Regresso de Mary Poppins" é um filme de 2018, classificado 7.1/10 no IMDb, protagonizado e interpretado por Emily Blunt, Lin-Manuel Miranda e Ben Whishaw e com participação especial de Dick Van Dicke e Angela Lansbury (atores da velha guarda). É uma comédia fantástica para toda a família, e para todas as idades acima dos 9 anos. Sinopse: Numa Londres abalada pela Grande Depressão, Mary Poppins desce dos céus novamente com o seu fiel amigo Jack para ajudar Michael e Jane Banks, agora adultos trabalhadores, que sofreram uma perda pessoal. As crianças Annabelle, Georgie e John vivem com o pai na mesma casa de há 24 anos atrás e precisam da ama enigmática e do acendedor de candeeiros de rua otimista para trazer alegria e magia de volta às suas vidas. Enquadramento histórico: Ora bem, para quem não está dentro do assunto (admito que também não estava, aprendi isto com a pesquisa que fiz para o blog) a Grande Depressão é popularmente conhecida como Crise de 1929. Foi uma enorme…

Suicidio

Hoje, enquanto estava num café com o meu melhor amigo, ouvi (sem querer) uma conversa que me deixou a pensar, principalmente porque me identifiquei com o assunto da conversa. Não percebi bem como é que o tema veio à baila, o que percebi foi que uma rapariga comentou com um amigo dela que não pode ficar sozinha em casa. O rapaz perguntou porquê, e a miúda respondeu que começa a pensar em matar-se; que já tentou uma vez, mas, por sorte, a mãe apareceu quando ela estava a tomar o último comprimido, e conseguiu levá-la para o hospital a tempo de a salvarem. Eu não vou começar aqui a julgar a miúda, porque eu também passei por aí. As coisas começaram a acumular, eu sofria horrores na escola, era assediada, agredida, perseguida, abusada, feita bobo da corte e saco de boxe, todo o santo dia, toda a santa hora, por parte de quatrocentas e quarenta e oito pessoas. Podem chamar-me o que quiserem, mas eu acho que quatrocentas e quarenta e oito pessoas contra uma é uma desvantagem demasiado gran…

Que Raio Se Passa Com Vocês?

Uma miúda agredida à porta de uma escola e humilhada nas redes sociais. Um rapaz espancado e esfaqueado numa paragem de autocarro. Casas, incluindo a minha, assaltadas pelas mesmas pessoas, pela mesma carinha branca, de carga, a guarda nacional republicana sabe perfeitamente quem são, já andam a rastreá-los há algum tempo, e os criminosos ainda continuam a monte. Porquê? Também estou a ter dificuldades em perceber. Milhares de euros angariados para ajudar as vitimas dos incêndios de Pedrógão Grande, pura e simplesmente desapareceram. Toneladas de donativos, eletrodomésticos, roupas e sei lá que mais, estão trancados num armazém e são distribuídos pelos autarcas e pelos amigos e familiares dos autarcas de Pedrógão Grande, enquanto as vitimas vivem sem nada. Desculpem lá, mas que raio se passa com vocês?! Será que ficou tudo estúpido de repente?! Ou foram estúpidos toda a vida e ainda o continuam a ser? Neste ponto, já devem estar todos a insultar-me mentalmente, não é? Bom, então se …

Revolta das máquinas: realidade ou Sci-Fi?

Quero começar por pedir desculpa aos poucos fiéis leitores deste blog pela minha longa ausência. Eu não tenho estado com muita imaginação, e tenho andado sempre de um lado para o outro. Mas, já que hoje a musa da escrita decidiu abençoar-me com a sua luz, falemos de um tema um bocadinho à parte do que costumo falar aqui. Quero, desde já, deixar perfeitamente claro que não sou, nem de perto nem de longe, fã de ficção cientifica, ao contrário do que o titulo possa passar acerca da minha pessoa. Mas os poucos filmes de Sci-Fi que gostei falam sempre do tema da possível e eminente revolta das máquinas. Tipo, revolta dos escravos, mas com muitos mais cabos e computadores à mistura. À primeira vista, admito que, realmente, a ideia de ver todas as máquinas, que usamos no nosso dia-a-dia e a nosso belo prazer, levantarem-se de repente, com vontade e consciência próprias, e começarem a terceira guerra mundial, é um bocado ridícula, paranoica até, mas se pensarmos bem e virmos isto da forma m…

Época natalicia: coisa mais parva!

Olá a todos! Espero que tenham tido um santo natal junto daqueles que amam! Ou coisa parecida… Visto que ainda agora passou o natal, e já que toda a gente nesta enorme rede fala sobre o dito cujo, decidi também dar a minha opinião sobre este maldito dia de consumismo deliberadamente exagerado, em que a população fica ainda mais parva do que o costume. Ora, antes que comecem a atirar-me tudo o que veem à frente, vamos por partes: recordemos primeiro porque é que todos nós, salvo muçulmanos, budistas, judeus e testemunhas de jeová, ou seja, todos nós, cristãos, celebramos o natal. O dia 25 de Dezembro começou a ser celebrado há 2018 anos atrás, quando Jesus Cristo, messias e mártir cristão (mentira, o homem era hebreu, o que quer dizer que era da religião judaica, ou seja, Jesus Cristo era judeu. No entanto, os judeus não acreditam em Jesus Cristo. Mas os cristãos sim. Mas quem é que quer saber, no fim vai dar tudo ao mesmo, não é?) nasceu. Quando este grande evento aconteceu na histór…

Desgraça Alheia

Hoje aconteceu algo que eu juro que pensei que só aconteciam nos filmes e séries americanas, algo que me meteu verdadeiramente nojo e repulsa. Não pensei que o povo português pudesse descer tão baixo. Eis o que aconteceu: pelo que percebi, um homem estava a arranjar qualquer coisa no telhado ou algo parecido de um prédio. Algo deve ter acontecido ao equilíbrio do escadote e ele, basicamente, baldeou para o pátio do prédio da frente. Resumindo: a queda foi grande, mas felizmente e pelo que sei, o senhor só partiu uma perna. Para essa pobre criatura, que desconheço quem é, desejos de rápidas melhoras. Adiante, não posso dizer que sou melhor que os outros porque também fiquei quase duas horas à espera de noticias, ou de saber o que se estava a passar, mas eis a diferença entre mim, e os que estavam comigo, e todos os outros que entretanto apareceram: eu e o meu pessoal estávamos na esplanada de um café a fumar um cigarro, café esse que fica mesmo em frente do prédio onde tudo aconteceu.…